Como alugar um imóvel: aprenda o passo a passo

Alugar um imóvel pode parecer uma tarefa difícil e muitas vezes realmente é. Contudo, é um momento muito importante, já que se trata da escolha de um novo lugar para você morar. Nessas horas, é imprescindível otimizar o tempo, a busca, o dinheiro e tomar uma decisão assertiva que leve em conta as suas necessidades e o seu orçamento.

Com as nossas orientações, alugar um imóvel e todos os trâmites que a mudança envolve, vão ser atividades muito mais tranquilas e você ainda vai aproveitar cada momento para escolher o lugar ideal. 

Casa ou apartamento

Como alugar um imóvel: casa ou apartamento

O primeiro passo a ser decidido é o tipo de imóvel que você está buscando. Por isso, vale destacar quais são os prós e contras de viver em uma casa ou em um apartamento, já que eles oferecem facilidades distintas e atendem necessidades diferentes.

Enquanto as casas tendem a ser mais indicadas para famílias maiores, os apartamentos costumam ser a primeira opção para jovens casais ou mesmo para quem mora sozinho. Mas saiba que não existem regras quando o assunto é o seu bem estar e o local com o qual você mais se identifica.

Normalmente, as casas oferecem espaços mais amplos, com jardim, área externa e cômodos mais espaçados. Liberdade e privacidade são os pontos fortes deste tipo de imóvel, não há regras de compartilhamento de espaços comuns, convivência e você acaba tendo o espaço todo para uso particular.

Entre as desvantagens de escolher uma casa, estão a segurança e a manutenção. Esses fatores acabam sendo de responsabilidade exclusiva do morador, mas no caso da segurança, nada que portões reforçados, câmeras de segurança e alarmes não resolvam. Quanto à manutenção, as casas costumam ser mais trabalhosas por motivos diversos e, principalmente, por que em relação aos apartamentos que contam com vários profissionais trabalhando na conservação do ambiente, elas acabam sendo de responsabilidade exclusiva de um morador. 

Os apartamentos oferecem mais praticidade para o dia a dia e são sucesso de buscas nas grandes metrópoles. Vários edifícios contam com facilidades dentro de sua própria estrutura, além de possuir projetos e plantas mais funcionais.  

A segurança é um dos pontos fortes que pesam na escolha do tipo de imóvel para alugar. Além de diversos recursos tecnológicos, a presença de outros moradores bem próximos uns dos outros e porteiros ou zeladores são recursos que contribuem para a sensação de proteção.

Uma das desvantagens de morar em um apartamento é que esse tipo de imóvel possui pouco espaço privativo e geralmente você só terá um espaço próprio dentro da sua unidade. Eventualmente, será preciso compartilhar as áreas comuns com outros vizinhos, seus convidados e até mesmo pessoas estranhas. 

Por fim, tenha em mente que escolher entre um ou outro deve levar em conta exclusivamente as suas demandas e expectativas. Vale ressaltar que essa escolha não precisa ser definitiva e ao longo da vida as nossas necessidades mudam e o espaço precisa sofrer mudanças ou ser adaptado para atendê-las.

Escolha do imóvel para alugar

Depois de decidir o tipo de imóvel que você irá alugar, é hora de selecionar o local e as unidades que mais atendem às suas necessidades. Lembre-se de checar as suas finanças e conferir o valor disponível para o pagamento das despesas com a nova moradia. Leve em conta o valor do aluguel, as taxas cobradas (condomínio, IPTU, etc) e a garantia locatícia que você irá escolher para realizar a locação.

Uma dica importante para otimizar o tempo de pesquisa pelo imóvel é realizar um tour virtual pela vizinhança antes da visita. Muitas vezes você pode economizar o tempo de deslocamento com uma rápida pesquisa na internet. Se você buscou um imóvel e encontrou aquele que tem a sua cara, o próximo passo é buscar saber como é a região onde ele está localizado. 

Na hora da visita, um item importante para você levar é a trena ou fita métrica. Com ela, você conseguirá saber se o novo espaço é adequado para a mobília que você possui. Por isso, procure anotar as medidas dos cômodos e imagine onde colocar cada um dos seus móveis e itens de decoração.

O imóvel atendeu às suas expectativas e você já se imagina morando nele? É hora de fechar negócio! Saiba que esse é o momento de você sugerir alguma melhoria que acha necessário e incluí-la no contrato de locação, seja uma simples pintura ou manutenção no piso até a reforma de um cômodo inteiro.

Hora de fechar o contrato: prepare a documentação necessária

Você deverá apresentar alguns documentos à imobiliária para que seja feita a análise de crédito, comprovação de renda (que, geralmente, corresponde a três vezes o valor do aluguel) e garantias locatícias. Normalmente, os documentos iniciais são:

  • Cópia autenticada de RG e CPF;
  • Cópia autenticada de RG e CPF do cônjuge (caso houver);
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda atualizado do inquilino e de seu cônjuge (caso houver).

A imobiliária ainda poderá solicitar outros documentos que irão variar de acordo com a garantia locatícia que você escolher.

Seguro fiança

O seguro fiança é uma das alternativas para alugar um imóvel sem precisar de um fiador. Aqui, o seguro é contratado com uma empresa especializada e os documentos solicitados normalmente são:

  • Documento de identificação com foto;
  • CPF; 
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda.

Fiador

O fiador precisa ser uma pessoa com imóvel quitado e sem irregularidades, localizado em território nacional. Além disso, ele também precisa possuir uma renda equivalente ou superior a três aluguéis. Os documentos necessários do fiador, normalmente, são:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Cópia atualizada do registro do imóvel;
  • Certidão atualizada do estado civil;
  • Comprovante de renda.

Existem ainda outros tipos de garantias locatícias, como o CredPago e o título de capitalização. Para saber mais sobre elas, acesse o nosso artigo: Garantias locatícias para alugar imóvel em Florianópolis.

Vistoria do imóvel

É parte do papel da imobiliária realizar uma vistoria do patrimônio, indicando as condições antes e depois da locação. A empresa, em geral, conta com uma equipe de especialistas para inspecionar a estrutura, acabamento e a mobília (quando há).

O relatório da vistoria é documentado e anexado como prova do estado de conservação do imóvel no momento em que foi entregue ao inquilino. Esse processo é benéfico para ambas as partes do negócio. Para o proprietário, porque garante que o imóvel será devolvido no mesmo estado em que foi entregue. Para o inquilino, pois o exime de possíveis gastos com reparos a desgastes que já estavam presentes antes da locação.

Contrato de locação

Como vimos, alugar um imóvel é um processo que envolve várias etapas e processos, por isso é essencial contar com uma imobiliária especializada em aluguel de imóveis na sua região. Principalmente, no momento do contrato, é essencial garantir que todos os acordos realizados ao longo de todos os passos da locação sejam registrados no contrato

A elaboração do documento é responsabilidade da imobiliária e suas cláusulas precisam estar de acordo com a Lei do Inquilinato, que estabelece os direitos e deveres de ambas as partes envolvidas e regula o aluguel de imóveis urbanos.

Conte com a Pirâmides Imóveis

Ficou com alguma dúvida em relação aos processos de alugar um imóvel? Fique à vontade para entrar em contato com os nossos especialistas e garantir o melhor negócio para você. A nossa equipe está pronta para orientá-lo em todas as etapas da locação, desde a procura até os detalhes do contrato. Conte com a gente!